sexta-feira, 26 de junho de 2020

Cortar na carne: Operação conjunta entre Gaeco, PM e PP, prende policiais penais por tráfico de drogas em Uberaba/MG

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Uberaba e Conceição das Alagoas. Operação 'Anfíbio' foi feita em conjunto com o Departamento Penitenciário e a Polícia Militar.


Da redação
26/06/2020 - 10:08:33

Operação 'Anfíbio' conta com apoio de policiais militares — Foto: Gaeco/Divulgação

Operação “Anfíbio” foi desencadeada nesta sexta-feira (26) pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), regional de Uberaba, em parceria com as Polícias Civil e Militar, para averiguar denúncias contra policiais penais lotados na “Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira”. Dois agentes públicos foram presos por tráfico de drogas e posse ilegal de munição.

De acordo com informações do Gaeco repassada à imprensa, foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em residências e veículos nas cidades de Uberaba e Conceição das Alagoas, bem como nas dependências da Penitenciária de Uberaba/MG, em desfavor de cinco policiais penais, em cumprimento à ordem judicial.

“Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira” MG foi alvo de investigação do Gaeco na manhã desta sexta-feira

De acordo com informações do Gaeco foram localizados anabolizantes e munições de arma de fogo sem origem ainda declarada. Dois agentes públicos foram presos em flagrante e encaminhados à presença da autoridade policial por tráfico de drogas e posse ilegal de munição.

“Os agentes são investigados por em crimes de favorecimento real impróprio e tráfico ilícito de drogas nas dependências da penitenciária, facilitando a entrada de aparelhos celulares e drogas no ambiente carcerário”.

O conceito da Operação faz alusão a “Hylodes Perplicatus”, uma espécie de anfíbio nativo do Brasil, cuja característica principal é a capacidade de viver ou circular em ambientes distintos, como terra e água. Do latim, perplicatus significa confuso, ambíguo, dando a conotação de duplicidade e/ou ambiguidade na atuação dos alvos.

Munição e anabolizantes apreendidos durante a Operação 'Anfíbio' — Foto: Gaeco/Divulgação


Participaram da Operação “Anfíbio” três promotores de Justiça, vinte policiais militares, onze policiais penais, agentes do Gaeco e servidores do Ministério Público.

Operação está em andamento

Fonte: JORNAL DA MANHÃ ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste site correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor gestor.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.