quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Presídio Alvorada de Montes Claros Conquista o 1º Lugar em Projeto de Prática de Ressocialização


6 FEV 2019

A equipe de jornalismo do MW-NOTÍCIAS/MG destaca a quarta edição do Concurso Miss Prisional (2018) foi inserida a proposta de realização da Etapa Teórica com a finalidade de se trabalhar a valorização da autoimagem, o resgate da dignidade humana, da autoconfiança, do amor-próprio, numa perspectiva de empoderamento, tratando do bem-estar de mulheres encarceradas, incluindo-se as transexuais, do Sistema Prisional de Minas Gerais.
O projeto, gerenciado pela Diretoria de Ensino e Profissionalização, teve como premissa proporcionar às Mulheres Cis e Trans Privadas de Liberdade a oportunidade de refletir sobre o feminino e a emancipação, auxiliando-as no processo de reinserção em sociedade e a busca por novas perspectivas de vida.
As Unidades Prisionais e APAC participantes dessa edição tiveram como requisito a aplicação da Etapa Teórica tendo que estimular e executar pelo menos 3 (três) ações pertinentes ao tema. Ao final do Concurso, todas tiveram a oportunidade de enviar portfólio com as atividades realizadas, seguindo orientação contida em Edital.
De acordo com o Regulamento as Unidades que enviassem material seriam premiadas levando-se em consideração número de participantes, ações empreendidas e criatividade na elaboração da etapa teórica.
A DEP recebeu um total de 13 portfólios, sendo: APAC Feminina de São João Del Rei, Centro de Referência a Gestante Privada de Liberdade, Complexo Penitenciário de Ponte Nova, Penitenciária de Três Corações, Penitenciária Professor Jason Soares de Albergaria, Presídio Alvorada de Montes Claros, Presídio de Andradas, Presídio de Caxambu, Presídio de Floramar, Presídio de Iturama, Presídio de Poços de Caldas, Presídio de Vespasiano e Presídio Professor Jacy de Assis.
Todas as Unidades se empenharam e criaram espaços de discussão, reorientaram o Projeto imprimindo ao Concurso Miss Prisional não apenas o caráter de valorização da beleza pré-concebida, mas levando às Mulheres Privadas de Liberdade diferentes ações (palestras, rodas de conversa, dinâmicas, exposição de filmes e documentários, cursos, oficinas, etc.) oportunizando a todas a reflexão sobre o feminino, empoderamento e emancipação.
Após análise dos materiais recebidos, empreendida pela equipe de coordenação na DEP, temos a satisfação de informar que as Unidades Prisionais que se destacaram pelas ações realizadas, de acordo com o objetivo proposto no Projeto, foram:

1º lugar - Presídio Alvorada de Montes Claros

2º lugar - Presídio Professor Jacy de Assis

3º lugar - Penitenciária de Três Corações

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste site correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor gestor.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.