domingo, 17 de fevereiro de 2019

PARTIDO PSL (MONTES CLAROS/MG) UM RACHA DELEGADO x GENERAL

UM PARTIDO PARA CHAMAR DE SEU

Racha no PSL de Montes Claros expõe decisão do clã Bolsonaro em fundar novo partido de direita no país
General Araújo (ao centro) ao lado do ex-presidente do PSL em Montes Claros Levy Castilho em visita ao vice-presidente Mourão: movimento articulado para deixar partido que elegeu Bolsonaro
Em meio ao escândalo da iminente exoneração pelo presidente Messias Bolsonaro do ministro Gustavo Bebiano (Secretaria-Geral da Presidência), em rumoroso episódio de desentendimento político que evelou a temperatura das redes sociais neste final de semana, a seção regional do PSL em Montes Claros decidiu pela cisão entre os dois grupos políticos que apoiaram o então candidato no Norte de Minas.
Bebiano, vale lembrar, foi o presidente do partido de Bolsonaro durante a última campanha presidencial e deve cair após a revelação de que pode ter havido uso de mulheres como laranjas para desvio de dinheiro do fundo partidário nos diretórios de Minas Gerais e Pernambuco.
ARRUMA A MALA AÊ...
Bolsonaro e dois dos seus filhos (Eduardo e Flávio) podem deixar o PSL para a criação de um novo partido com perfil de extrema direita no país, aos moldes da velha UDN - aliás, esse é nome mais provável do partido. O vereador pelo Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro é filiado ao PSC.
Ele não topou migrar para o PSL quando o pai e os irmãos decidiram mudar para o partido, no que teria gerado os primeiros atritos que desencadearam na maior crise (entre as tantas registradas em 47 dias) do governo Bolsonaro. Com a criação de uma nova agremiação, é provável que todo o clã faça filiação num único partido.
TERRA ARRASADA
De volta ao caso de Montes Claros, a comissão provisória do PSL, que era presidida pelo policial militar da reserva Levy Castilho, vai passar para o grupo político da sigla no município, vinculada ao deputado federal Marcelo Freitas.
O delegado Freitas estava em campanha aberta para tomar o comando do partido em Montes Claros, mas agora corre o risco de administrar terra arrasada diante da provável debandada de filiados rumo à Nova UDN - que de nova não tem muito para mostrar, a não ser o ressurgimento de antigos cacoetes do conservadorismo no país.
Levy é ligado ao grupo político do general da reserva do Exército e atual secretário de Segurança Pública de Minas Gerais, Mario Araújo. Essa 'perna' do PSL em Montes Claros diz ter recusado proposta de convivência entre os dois grupos e anunciou, neste domingo (17), a desfiliação em bloco do PSL.
SEPARAÇÃO LITIGIOSA
O movimento, por sinal, parece seguir a decisão de Messias Bolsonaro e seus dois filhos em deixar a sigla para a formação de uma nova agremiação. O general Araújo disputou uma vaga de deputado federal, mas não conseguiu se eleger, o que motivou o movimento do deputado Marcelo Freitas para retirar o partido do seu controle.
"Pelo fato de termos que dividir a 'mesma casa' com pessoas que não têm a mesma linha ideológica que a do nosso grupo, optamos por deixar a sigla, inclusive com a desfiliação em massa da nossa comissão provisória e de centenas de multiplicadores que estiveram conosco desde a campanha presidencial de 2018", diz a nota do agora ex-presidente do partido Levy Castilho.
E o destino desssa turma? Levy diz que começa agora um esforço para a coleta de assinaturas que dá início ao processo de criação ou eedição de um partido de centro direita, que, provavelmente, num futuro bem próximo, vai abrigar o clã Bolsonaro.
Os últimos movimentos no xadrez político sepulta o projeto do PSL em se tornar o maior partido do país e o dono da maior bancada no Congresso Nacional. Com a saída dos Bolsonaros, é bastante provável que a sigla perca parcela considerável dos 52 deputados federais que conseguiu eleger em outubro do ano passado. Resta ao deputado Freitas brigar pelo comando do novo partido, se novo partido houver. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste site correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor gestor.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.