quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

“COMEÇO OU FINAL DA PASTA SISTEMA PRISIONAL?” ...




MW-NOTÍCIAS/MG
7 FEV 2019

Infelizmente? ... Como assim? ... A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PRISIONAL SEAP/MG melhorou em que a carreira do Agente de Segurança Penitenciário? Cuja o salário está fragmentado, defasado e o conforto do “guarda prisioneiro” na execução das suas tarefas diárias aumentaram-se demasiadamente...
Nos últimos anos o ambiente físico prisional só ganhou reparos mediante doações dos sofridos comerciantes, ou seja, investimento (zero), desde 2004, após criação da carreira, ainda se percebe uma profissão saturada que a cada dia se cria um estereótipo de guarda...
As interrogações são inúmeras, quanto as reticências aos meios... Nos últimos 4 anos se falaram de uma égide que seria à LEI ORGÂNICA para conferir decência, direitos e deveres... Haja vista, que todos os Agentes de Segurança Penitenciário são favoráveis ao projeto...
As chefias querem disciplinar o “guardinha”, com voraz hierarquia, porém, nada de abordar aos valores humanos apontados ao quesito bem estar para os operadores da carceragem. Do outro lado à PM-MG trabalha num viés estratégico organizado, às vezes, os militares pesquisam um novo sistema estrutural, o qual se pensa abortar o militarismo.
No sistema prisional, amadores (ignorantes) pensa que o único caminho para moralizar o Agente Prisional é o militarismo! ... Mas, cadê a meritocracia nas escadas do guarda, pois a estrutura da PM-MG é secular, embora, o primo “pobre” SEAP/MG, ainda vibra com humilhações e exigências dos incompetentes...
O “rabo preso” e uma dinâmica para se assassinar o ódio se não é amigo é inimigo, ou diga-se de passagem: “o amigo e/ou colega que está ao seu lado será o primeiro a falar mal de você, quando não estiver por perto?" ...
Hora, SECRETARIA X SUBSECRETARIA, diante da diretriz do novo governo seria uma manobra para diminuir os mamíferos (DAD)? ... Enfim, uma secretaria nada acrescentou para a carreira Agente de Segurança Penitenciário?... Logo, pensa o governo em enxugar à máquina, deixar os outros “corpus” gerir o capital da subsecretaria? ...
No meio do caminho muitas pedras para o ator principal que é o GUARDA PRISIONEIRO, cuja, o SISTEMA PRISIONAL não demostrou avanços diante uma pasta autônoma. Em contrapartida, uma SUBSECRETARIA custará menos ao erário?...
Portanto, à SEAP/MG teve quatro anos de existência para melhorar o SISTEMA PRISIONAL, e não obteve resultados... É notório, que a pasta não discutia-se com o Agente, isto é, as entidades de classe tomavam-se porta na “cara”, embora, muitas vaidades entre o andar de cima e o debaixo?...
No tocante, uma SECRETÁRIA sem estratégia organizacional, nota-se que à SEAP, esquiva-se do campo de pesquisas científicas em relação a se criar leis robustas para avançar-se como instituição independente? Apesar dos inúmeros doutores em direito, cientistas pesquisadores de estatutos, sociólogos e antropólogos.... Os caminhos foram de mal a pior? ...
Por fim, o arcaico Estatuto do Servidor Público Estadual foi criado há décadas, é velho, todavia explicita o que: “ferir ao erário, quanto o que ferir ao servidor”, além de expor as garantias, direitos e deveres. Então, a verdade é que o episódio secretária foi uma balela? ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste site correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor gestor.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.